domingo, 1 de maio de 2011

Saudade

 

     Difícil saber que o tempo passa e não volta atrás, não podendo reviver momentos felizes ou consertar algum erro cometido no passado. Épocas vividas com tanta intensidade e marcadas por músicas que quando são ouvidas, vibram em seu corpo pedindo ‘bis’ e naqueles preciosos minutos de lembranças, chega em você àquela famosa palavrinha: Saudade... Que aperta no peito de tão forte e tão boa de sentir...
     No fundo é bom sentir saudade, porque é sinal de que você viveu grandes momentos,Que você foi feliz e tem algo para contar e se orgulhar. Aquela doce saudade que te prende em tempos de expectativas, achando que aquele momento nunca passará e você continuará vivendo aquele sonho.
     Guardados na minha mente estão todos os mais lindos desejos e vivências de um passado tão recente. Época de orgulho, sonhos e esperança, Eu quero isso de novo! Eu quero voltar e vivê-los do mesmo jeito porque foi eterno aqueles poucos dias e afirmo com toda certeza, Eu vivi intensamente cada sorriso e lágrima, cada sonho e decepção. E de novo afirmo com toda certeza, quero vivê-los outra vez, cada decepção, cada lágrima...
      Se houvesse alguma fórmula ou um caminho secreto para voltar, eu me arriscaria nem que fosse pagar caro por isso, Eu sei que não há como voltar porque o caminho é reto, não há curvas e nenhuma passagem de volta. Sei que não podemos viver de passado, mas muitas vezes é ele que nos motiva a seguir em frente querendo sempre melhores momentos para sempre sentir saudade.
       Faz parte da vida sentir falta de algo que te proporcionou um bem especial, mas também faz parte da vida, grandes mudanças e novas histórias escritas por você, melhores quem sabe, é você o autor.
       Apesar da saudade intensa e da melancolia às vezes, eu já tenho em mente outras grandes realizações para eu continuar moldando a minha felicidade. Continuo a construir objetivos que realizarei um por um. E no dia que eu partir, não levarei comigo nenhum arrependimento, porque aprendi com cada dor e lágrima...          
      Ficar relembrando o passado não é tempo perdido, pelo contrário, você esta revivendo tudo aquilo, só que dentro de você, e sem perceber, aprendendo também.
      Simplesmente eu deixo o tempo me levar e a saudade me tocar... E assim eu vou vivendo!



Um comentário:

  1. Ah, Raquel, eu vivo presa a momentos que não deveriam ter passado tão rápido, principalmente a infância de meus filhos...

    Amei teu blog, passo a segui-lo!

    ResponderExcluir